Alopecia na barba: descubra o que é e como tratar

Quem usa

Se você tem barba- ou conhece alguém que tenha- sabe bem que para eles, nada é impossível, nenhum esforço é em vão se o objetivo e mantê-la farta e bonita.

A barba é como se fosse o cartão de visita do homem moderno. Ela tem uma medida ideal, bem como o volume, espessura… Produtos são feitos pensando neste público alvo de tamanha a vaidade e a necessidade em deixá-la confortável.

Contudo, o que viemos falar no post de hoje é, se não, algo que assusta muito àquelas pessoas que sonham em ter um emprego de papai noel no fim de ano- ou nem tanto assim: a Alopécia.

O que é a Alopécia na barba?

Você provavelmente sabe o que é, mas talvez nunca ninguém tenha te falado sobre esse nome. Alopécia trata-se, portanto, de uma doença dermatológica que causa a queda dos fios.

Essas "falhas" são mais comuns do que imaginamos
Essas “falhas” são mais comuns do que imaginamos

Quem sofre dela, acaba tendo algumas falhas graves, tanto no couro cabeludo, quanto em demais regiões do corpo- inclusive, na barba.

Geralmente, esta doença está relacionada a fatores genéticos, mas também a falhas imunológicas e ao estresse do dia a dia e sim, só um médico dermatologia será habilitado para falar com propriedade sobre o que desencadeou o assunto- e a melhor forma de tratá-lo.

Sintomas da Alopécia

Quando a pessoa começa a desconfiar da possibilidade é devido ao maior sintoma de todos: a queda de cabelo. Mas não devemos nos prender a isso e achar que só é possível diagnosticar quando a queda se tornou rotineira.

Outras incidências também fazem parte deste quadro clínico, como queimação, coceira e até mesmo, alterações na superfície das unhas, já que a queratina é um composto que é encontrado tanto nos fios de cabelos quanto nas unhas.

Assim como toda doença, existem alguns agravantes que podem influenciar no quadro precoce da mesma, como por exemplo, o estresse e demais problemas psicológicos, como ansiedade e depressão.

Alopécia na barba: tem ou não tem cura?

Calma, não entremos em pânico! A boa notícia é que sim, a Alopécia na Barba tem cura. Apesar de ser um pouco assustador a ideia de perder os pelos em determinados lugares, ela é considerada uma doença benigna, ou seja, os folículos capilares continuam vivos e assim, passam a se regenerar facilmente e continuamente.

Assim sendo, com o tratamento adequado e com a ação do tempo, eles passam a ficar fortificados novamente e voltam a crescer como jovens!

O tratamento adequado para cada caso deverá ser ministrado pelo responsável, ou seja, pelo seu médico dermatologista.

E, claro, também é de extrema importância que você cuide da higienização da sua barba, tanto a ela toda a atenção merecida: limpeza, hidratação e manutenção de cunho regular. Assim, você fortalece os fios e deixa a barba sempre com o aspecto de muito bem cuidada.

Quais são os tratamentos mais indicados no caso de Alopécia?

Um dos tipos de tratamento mais utilizados é a aplicação dos derivados de cortisona. Isso porque eles poderão ser ministrados diretamente naquela área que está sendo afetada. Os intervalos podem variar de caso para caso, contudo, estima-se que o tratamento dure de 04 a 06 semanas, gerando resultado rápido.

Outras alternativas que o seu médico poderá utilizar é o uso de loções, que também são aplicadas na localidade da falha/perda de pelo: o minoxidil é um componente poderoso que acaba agindo na restauração dos fios perdidos. Para se ter uma ideia, a substância que vai aqui é, hoje, uma das mais utilizadas no mundo!

Tratamentos existem para controlar a perda dos pelos
Tratamentos existem para controlar a perda dos pelos

No caso da identificação da Alopécia da barba devido a fatores emocionais e psicológicos, pode ser que o seu médico encaminhe você à um psicólogo ou então, receite alguns ansiolíticos que vão te ajudar na resposta ao tratamento indicado.

De maneira alguma, é recomendado a automedicação. Isso porque ao invés de corrigir as defasagens, pode ser que as falhas fiquem até maiores e você acabe danificando toda a sua estrutura celular.

Existe alguma forma de prevenção?

É como diz aquele ditado: Melhor prevenir do que remediar! Como se trata de uma doenças- e pode ter histórico genético- a gente sempre pode tomar alguns cuidados pertinentes de modo a evitar o seu aparecimento.

View this post on Instagram

#repost @aislanpivato_ ⠀ ⠀ ⠀ Finalmente eu tô vindo aqui falar de barba haha. Então prestem atenção no que vou dizer;⠀ ⠀ O @bighairoficial é composto de vitaminas que agem de dentro para fora, no combate à queda de cabelo. Ele promove o crescimento acelerado, podendo crescer até 4cm por mês. Com saúde desde o bulbo capilar, dando volume e brilho para sua barba e cabelo.⠀ Massa, não?! As meninas não saem perdendo, deem uma passada na lo perfil deles que vocês encontram a linha feminina e alguns resultados de seus clientes. ⠀ Hoje é meu primeiro dia de uso, daqui 30 dias mostro o meu resultado.⠀ .⠀ .⠀ .⠀ #barber #barbado #barba #beard #barbados #barbas #barbershop #barbanera #barbaseestilos #bighairoficial

A post shared by Big Hair (@bighairoficial) on

Um deles é a vitamina para barba Big Hair. Isso porque o composto ajuda não só no fortalecimento dos cabelos, mas dos pelos também. 

Além disso, dicas de higiene no dia a dia podem fazer toda a diferença, por exemplo,  uso de shampoo. Ao aplicá-lo na barba, você acaba desobstruindo os poros, facilitando assim a sua limpeza, proporcionando um ambiente saudável para que os fios cresçam brilhantes e com vida!

Os cuidados diários da pele também contribuem para o pleno desenvolvimento. Por isso, sempre limpe a pele com sabonete indicado, passando água micelar para limpeza profunda e um hidratante facial para o seu tipo de pele.

E aí, o que achou das nossas dicas? Sabe de mais algum truque secreto e gostaria de compartilhar com a gente? Escreva nos comentários!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here